Unanimidade: Tribunal aprova contas 2017 da Prefeitura de Vila Velha

Conselheiros em minutos aprovaram as contas durante sessão na última terça-feira (3).


A Prefeitura de Vila Velha teve as suas contas relativas ao exercício de 2017 aprovadas por unanimidade pelo plenário do Tribunal de Contas do Estado (TCE-ES). Em menos de três minutos, durante a sessão ordinária da última terça-feira (3), os conselheiros aprovaram as contas do município após a análise de toda a documentação apresentada.

O conselheiro do TCE e relator do processo, Rodrigo Coelho do Carmo, emitiu parecer prévio recomendando a aprovação por parte da Câmara Municipal da prestação de contas anual referente ao exercício de 2017, o que prontamente foi acatado pelo plenário do tribunal.

Os relatórios apontam que o município cumpriu os limites legais e prudencial no que se refere às despesas com pessoal, além de apresentar um percentual de 4,42% relativo à dívida pública, muito abaixo  do limite máximo. Também não houve nenhum comprometimento do município com operações de crédito e concessão de garantias.

“Foi o ano em que as finanças do município alcançou o conceito triplo “A” da Secretaria de Tesouro Nacional (STN)”, relembrou o prefeito Max Filho. E continuou; “E mantivemos os mesmos investimentos nos anos subsequentes e ainda contratamos uma operação de crédito internacional”, enfatizou.

Para Max Filho, a aprovação reflete o momento favorável das finanças públicas do município, mesmo em um contexto de crise”, justificou. A secretária municipal de Controle e Transparência, Ângela Maria Soares Silvares, disse que a aprovação demonstra que a gestão fiscal foi realizada com excelência. “Cumpriu todos os pontos da gestão fiscal, e ainda superou os limites mínimos constitucionais aplicado nas áreas de saúde e de educação”, explicou.

E completou: “O equilíbrio das contas públicas e uma gestão fiscal eficiente formam a base para a evolução da qualidade dos serviços públicos oferecidos à população e da execução de projetos sociais relevantes”, argumentou.

Voltar Para Página Principal

AGENDA FISCAL