Notícias > Secretaria de Desenvolvimento Econômico

​Vila Velha registra maior valorização imobiliária do Estado e 2ª maior do país

Publicado em: 14 de maio de 2024
Texto: Cláudio Figueiredo
Foto: Everton Thiago

Dados recentes do índice FipeZap – primeiro índice de preço com abrangência nacional a acompanhar a valorização de imóveis residenciais e comerciais no país – revelam que nos últimos 12 meses, Vila Velha foi a cidade que registrou a maior valorização imobiliária no Espírito Santo e a 2ª maior no Brasil, incluindo capitais como Curitiba (PR), Maceió (AL) e Goiânia (GO).
 
De acordo com o índice FipeZap de abril, o preço médio por metro quadrado em Vila Velha, no primeiro quadrimestre de 2024, ficou em segundo lugar no Espírito Santo e em 4º lugar no país.
 
Este desempenho evidencia a robustez e o potencial de crescimento do mercado imobiliário canela-verde e reitera a crescente atratividade do município para investidores e moradores em busca de novos imóveis e oportunidades de negócios.
 
A valorização contínua dos imóveis, em Vila Velha, reflete não apenas a qualidade de vida que a cidade oferece, mas também sua boa infraestrutura e o ciclo de aquecimento econômico que vem protagonizando nos últimos anos, como resultado de uma gestão inovadora e desenvolvimentista que garante aos empreendedores o melhor ambiente de negócios do Espírito Santo. Esses fatores, combinados, impactam diretamente no aumento da demanda por novos imóveis comerciais e residenciais, no município.
 
A proximidade com praias, áreas verdes e a oferta diversificada de serviços e estabelecimentos comerciais também contribuem de forma significativa para este cenário. Não é por acaso que o 42º Censo Imobiliário do Sinduscon-ES (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Espírito Santo) apontou Vila Velha como o maior canteiro de obras do Estado: a cidade recebeu 48,9% de todos os novos lançamentos realizados no Estado durante o segundo semestre de 2023.
 
Bairros como Praia de Itaparica, Praia da Costa, Itapuã, Jockey de Itaparica, Centro de Vila Velha, Coqueiral de Itaparica e Residencial Coqueiral compõem a região com maior número de unidades em construção no município: 6.271 novas unidades.
 
Mais 68 novos prédios em construção
 
A pesquisa do Sinduscon, realizada com a participação das maiores incorporadoras da Grande Vitória, indica um destaque especial para Vila Velha, cidade que concentra o maior número de lançamentos residenciais previstos para 2024. Neste ano, a cidade deverá registrar a construção de 68 novos prédios. Destes, oito residenciais já receberão moradores neste ano, enquanto outros 60 serão finalizados até 2027. Além disso, está previsto um condomínio apenas de casas, na Prainha.
 
“A análise do 42º Censo do Sinduscon aponta que, no final de 2023, havia 14.795 unidades em obras na Grande Vitória, e que a estimativa para 2024 também é de um crescimento estável. Isso acontece porque o cenário é favorável em Vila Velha para investidores, para quem quer comprar a casa própria. O município agora exala organização administrativa, segurança jurídica e isso atrai novos investimentos. Quando melhoramos a qualidade de vida, a mobilidade urbana, melhoramos indicadores e isso atrai pessoas. E neste contexto, Vila Velha se destaca não apenas como o município mais procurado para a construção de novos imóveis, como também o que registra a maior valorização imobiliária do Estado e 2ª maior do Brasil, no acumulado dos últimos 12 meses”, avalia o prefeito Arnaldinho Borgo.
 
Para o secretário de Desenvolvimento Econômico de Vila Velha, Everaldo Colodetti, os dados são muito positivos e indicam um cenário promissor para o mercado da Grande Vitória, onde Vila Velha segue liderando também em número de lançamentos, além da valorização imobiliária.
“Tudo isso sustenta a confiança do setor imobiliário capixaba para este ano e renova nossas expectativas de que o panorama socioeconômico canela-verde siga em ritmo sustentável de desenvolvimento em 2024 e nos próximos anos”.