Parque do Morro da Manteigueira terá deck, mirante, píer, bicicletário e trilhas


De: Secretaria de Gabinete, Secretaria de Planejamento e Projetos Estratégicos
Texto: Vandique Magalhães| Foto: Felix Falcão
Criado: 26 de junho de 2020

O Parque Natural Municipal Morro da Manteigueira, que conta com uma área de 162 hectares e abriga fragmentos da Mata Atlântica e uma variada fauna, será todo reestruturado. O projeto paisagístico e arquitetônico contempla um novo pórtico de acesso, reforma do centro de apoio ao visitante, decks, mirante, melhorias das trilhas, bicicletário, guarita e estacionamento. Ele foi apresentado à comunidade na noite desta quinta-feira (25), na quadra da sede da Mocidade Unida da Glória (MUG), na Glória, e está em consulta pública, para participar clique AQUI.

A licitação para a execução do projeto deve ser lançada até o final deste ano. A Prefeitura de Vila Velha vai destinar R$ 7,7 milhões na estruturação do Parque do Morro da Manteigueira. Os recursos fazem parte do financiamento externo da ordem de US$ 27,6 milhões (mais de R$ 150 milhões), obtidos junto ao Fundo Desenvolvimento Fonplata para o Programa de Requalificação Urbana, que prevê obras de infraestrutura em 30 bairros do município e a estruturação de três unidades de conservação e um parque municipal.

“Como temos prazo para utilização desses recursos e quatro anos para implantarmos os projetos, essa apresentação é uma prévia para colhermos sugestões da comunidade”, pontuou o prefeito Max Filho, que também autorizou a inclusão da proposta em consulta pública no portal da PMVV, além da inserção de um membro da comunidade local no conselho gestor do parque.

Todo o projeto foi elaborado levando-se em conta as condicionantes ambientais, elementos naturais e geográficos, adaptação de cada elemento construído ao lugar e a expressividade formal e estética, além de considerar aspectos de acessibilidade e utilização de pedras existentes nos morros dos parques como revestimento externo.

“Nós queremos que as pessoas não só daqui mas também de outros locais frequentem esse parque e se sintam confortáveis. Temos que pensar em acolher e quem sabe, mais na frente, estudar até uma possibilidade concessão para gerir o projeto”, enfatizou Max Filho.

O presidente da Associação Recreativa e Cultural Mocidade Unida da Glória (MUG) Carlos Roberto dos Santos Ribeiro (Robertinho), assim como outros moradores do bairro, que acompanharam a apresentação, aprovaram o projeto e fizeram algumas sugestões, entre as quais a inclusão de um membro da comunidade no conselho do parque, que foi prontamente acatada pelo prefeito.






SERVIÇOS PARA


ACESSO RÁPIDO