Coronavírus: Vila Velha elabora Plano de Ação na urgência e emergência


De: Secretaria de Saúde
Texto: Marcelo Martins| Foto: Comunicação PMVV
Criado: 20 de março de 2020

A Subsecretaria de Atenção Especializada da Secretaria Municipal de Saúde de Vila Velha (Semsa) divulgou, nesta sexta-feira (20), o Plano de Ação para enfrentamento da urgência e emergência diante da pandemia coronavírus  (Covid-19). A medida, que envolve todos os setores da rede especializada,  tem o objetivo de conter a contaminação e evitar exposições de risco à população do município.

A Semsa informa que está garantida a assistência integral ao Pré Natal e que os exames de ultrassonografia obstétrica também estão mantidos. Os exames que encontram-se na fila de espera, serão todos realizados a partir da próxima semana em Vitória, em clinica de imagem da mesma prestadora da Semsa.
 
REORGANIZAÇÃO DA REDE ASSISTENCIAL DA ATENÇÃO ESPECIALIZADA PARA VIABILIZAÇÃO DO PLANO DE ENFRENTAMENTO DA URGÊNCIA E EMERGÊNCIA AO COVID-19
Considerando que o objetivo principal neste período é garantir a assistência à saúde da população;
Considerando a determinação do Governador do Estado do Espírito Santo, na data de 18/03/2020, em suspensão até segunda ordem de consultas e exames eletivos;
Considerando a real possibilidade de afastamento de diversos profissionais da rede de assistência à saúde do município de Vila Velha, diante da probabilidade de adoecimento pelo COVID-19;
Considerando que em situação de emergência, esta subsecretaria entende que não será possível manter as formas de atendimento eletivo e de urgência/emergência simultaneamente;
Considerando o entendimento desta Subsecretaria que a garantia do serviço de urgência e emergência evita mortes e agravamentos dos quadros de saúde;
Considerando a responsabilidade social, conforme determinação do Ministério da Saúde, em redução do número de pessoas circulantes e, consequentemente promovendo redução de aglomerações e transmissão do COVID-19;
Considerando ainda a decisão da Atenção Primária à Saúde municipal em reorganização de consultas eletivas de forma a permitir o acesso espontâneo da população neste período de pandemia, garantindo as receitas de continuidade com validade até agosto/2020.
A Subsecretaria de Atenção Especializada define que:
 
·     REGULAÇÃO, CONTROLE E AVALIAÇÃO:
 
- Suspensão de agendamento de consultas e exames especializados através do SISREG.
- Suspensão da entrega de malote diário nas Unidades de Saúde, visto que não estão sendo agendadas novas consultas;
- Comunicação às prestadoras de serviço de exames de imagem e exames cardiológicos (localizados no CEMAS), através dos fiscais, a suspensão temporária dos serviços;
- Fica mantido o transporte eletivo para hemodiálise;
- Fica mantido serviços de laboratório integralmente;
- Servidores, à critério da chefia imediata, poderá trabalhar em home office, garantindo equipe mínima no local;
- Aos servidores que atendam aos critérios do grupo de risco, será ofertado férias, ressaltando que todos poderão e deverão ser remanejados para garantia do serviço de urgência e emergência ou outro que couber;
 
- Fica definido que a comunicação com os contratos que funcionam no CEMAS devem receber oficialmente o informe da mudança. Vale ressaltar que é fundamental uma reunião entre as partes objetivando a garantia de assistência às gestantes (Ultrassonografia Obstétrica) uma vez que esta atenção será mantida de forma integral nas unidades de saúde, assim como no Pré-Natal de Alto Risco.
Observa-se também a importância em viabilizar a assistência com exames de imagem de raio-x com aparelho portátil no PA Cobilândia, considerando a demanda expressiva na pandemia envolvendo quadros respiratórios. Importante ressaltar que embora esta proposta/modalidade não esteja em consonância com o objeto do contrato, deve ser considerado frente a este enfrentamento.
Observação: Esta última ação deve ser conduzida pela chefia imediata da Regulação, Controle e Avaliação e pelo Gabinete, a qual esta coordenação é subordinada.
 
·     CEMAS:
A chefia imediata deverá viabilizar a seguintes estratégias:
- Remanejamento de médicos Oftalmologistas para o Disque-Saúde, a ser implantado;
- Remanejar médicos de especialidades pediátricas para atuarem nas unidades básicas de saúde, visto que o Pronto Atendimento de Cobilândia não oferta assistência pediátrica, aliado a deficiência desta especialidade na rede municipal.
- Aos servidores que atendam aos critérios do grupo de risco, será ofertado férias, ressaltando que todos poderão e deverão ser remanejados para garantia do serviço de urgência e emergência ou outro que couber;
- Manutenção das consultas de Pré-Natal de alto risco que deverão ser realizadas no Hospital Municipal de Cobilândia e/ou Unidade de Saúde a ser definida;
 
Vale observar que as estratégias acima não estarão engessadas e ficarão sob o gerenciamento da gestão para remanejamento destes profissionais conforme as prioridades identificadas a cada dia, como por exemplo, remanejamento destes profissionais para atuarem na Vigilância Epidemiológica.
 
·     RAPS ( REDE DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL):
 
* Profissionais lotados nas Unidades de Saúde (Psicólogos e Assistentes Sociais):
- Deverão manter sua lotação nas unidades de saúde assistindo à população em acordo à nota técnica da Rede.
 
* Profissionais lotados nos CAPS (Centro de Apoio Psicossocial):
Caps ad, Caps II e Caps Ij:
-     Mantém a suspensão de atividades em grupo, oficinas, matriciamento, reuniões intersetoriais, fórum e reuniões de rede;
-     Mantém assistência multiprofissional com demanda espontânea e acolhimento individual aos munícipes e familiares com equipe mínima em cada unidade;
-     Aos servidores que atendam aos critérios do grupo de risco, serão ofertadas férias, ressaltando que todos poderão e deverão ser remanejados para garantia do serviço de urgência e emergência ou outro que couber;
 
* Profissionais lotados na Área Técnica Saúde Mental:
- Fica mantida a equipe para atendimento às demandas judiciais e apoio aos profissionais lotados nos diferentes serviços.
 
Vale observar que as estratégias acima não estarão engessadas e ficarão sob o gerenciamento da gestão para remanejamento destes profissionais conforme as prioridades identificadas a cada dia, como por exemplo, remanejamento destes profissionais para atuarem na Vigilância Epidemiológica.
 
·     CENTRO DE REFERÊNCIA IST/AIDS E CAV ( CENTRO DE ACOLHIMENTO À VIDA):
 
- Mantido assistência conforme agenda prévia, porém com gerenciamento desta agenda através de contato telefônico com os pacientes objetivando a diminuição da circulação de pessoas;
- Será mantida a organização do local para manter distanciamento mínimo entre os pacientes que forem imprescindíveis o comparecimento à consulta.
- Fica assegurada a extensão do prazo de validade das receitas de continuidade;
- Serviço aberto em funcionamento com equipe assistencial, e caso necessário remanejamento conforme necessidade da rede.
- O Centro de Acolhimento à vitimas de violência será mantido o atendimento com equipe mínima necessária e de forma espontânea.
-  Aos servidores que atendam aos critérios do grupo de risco, será ofertado férias, ressaltando que todos poderão e deverão ser remanejados para garantia do serviço de urgência e emergência ou outro que couber;
 
Vale observar que as estratégias acima não estarão engessadas e ficarão sob o gerenciamento da gestão para remanejamento destes profissionais conforme as prioridades identificadas a cada dia, como por exemplo, remanejamento destes profissionais para atuarem na Vigilância Epidemiológica.
 
·     CEO ( CENTRO DE ESPECIALIDADES ODONTOLÓGICAS):
 
- Cancelamento de agenda programada
- Aos servidores que atendam aos critérios do grupo de risco, serão ofertadas férias, ressaltando que todos poderão e deverão ser remanejados para garantia do serviço de urgência e emergência ou outro que couber;
- Os demais profissionais serão remanejados conforme necessidade da assistência, considerando o período da Pandemia.
 
Vale observar que as estratégias acima não estarão engessadas e ficarão sob o gerenciamento da gestão para remanejamento destes profissionais conforme as prioridades identificadas a cada dia, como por exemplo, remanejamento destes profissionais para atuarem na Vigilância Epidemiológica.
 
·     MELHOR EM CASA:
 
- Redução das visitas de rotina (eletivas) e aumento o monitoramento através de contato telefônico.
- Priorizando a desospitalização de pacientes neste período de pandemia.
- Priorizando acompanhamento a pacientes que aguardam avaliação e inclusão no programa;
- Mantida a busca ativa de Recém-nascidos nas duas maternidades públicas localizadas no município;
- Monitoramento telefônico às puérperas com orientação sobre aleitamento, cuidados e medidas de prevenção.
 
Vale observar que as estratégias acima não estarão engessadas e ficarão sob o gerenciamento da gestão para remanejamento destes profissionais conforme as prioridades identificadas a cada dia, como por exemplo, remanejamento destes profissionais para atuarem na Vigilância Epidemiológica.
 
·     NÚCLEO DE ATENÇÃO ÀS DEMANDAS JUDICIAIS – INTERNAÇÕES ( COMPULSÓRIAS E INVOLUNTÁRIAS):
 
- Ficam mantidas as realizações das internações compulsórias e involuntárias;
- Suspenso os grupos de atendimento e apoio aos familiares de pacientes internados;
- Aos servidores que atendam aos critérios do grupo de risco, serão ofertadas férias, ressaltando que todos poderão e deverão ser remanejados para garantia do serviço de urgência e emergência ou outro que couber;
Vale observar que as estratégias acima não estarão engessadas e ficarão sob o gerenciamento da gestão para remanejamento destes profissionais conforme as prioridades identificadas a cada dia, como por exemplo, remanejamento destes profissionais para atuarem na Vigilância Epidemiológica.
 
 
Vila Velha, 20 de Março de 2020
 
GLEIDE MARA MARINHO CARONI 
SUBSECRETÁRIA DE ATENÇÃO ESPECIALIZADA
 
FRANCINE FASOLO
COORDENADORA DE ATENÇÃO ESPECIALIZADA
 


SERVIÇOS PARA


ACESSO RÁPIDO