Coronavírus: Operação com Exército, Polícia e Guarda para prevenir aglomerações


De: Secretaria de Defesa Social e trânsito, Secretaria de Saúde
Texto: Vandique Magalhães| Foto: Felix Falcão
Criado: 25 de março de 2020

Uma operação de guerra para convencer o cidadão sobre a necessidade do isolamento social e do fechamento de estabelecimentos comerciais não essenciais. Foi assim a ação realizada, na tarde desta terça-feira (24), com o objetivo de prevenir a disseminação do coronavírus no município. A operação reuniu equipes do Exército, Policia Militar, Guarda Municipal, além de fiscais da Prefeitura. Quinze estabelecimentos foram fechados.

As equipes — formadas por militares do 38º Batalhão de Infantaria do Exército, duas guarnições da 1ª Cia do 4º Batalhão da Policia Militar e três viaturas da Guarda Municipal — percorreram oito bairros para orientar a população sobre a restrição de funcionamento de estabelecimentos comerciais de vários segmentos, como os bares, por exemplo. A ação visa evitar aglomerações e prevenir o contágio da Covid-19, que se alastra em escala mundial.

Uma viatura do Exército puxou o comboio do Parque da Prainha pelos bairros da cidade emitindo uma mensagem de alerta pelo alto falante, na qual pedia a colaboração dos munícipes para que retornassem para as suas casas e evitassem aglomerações.

O comboio percorreu os bairros do Centro, Glória, Jardim Guadalajara, Santos Dumont, Santa Inês, Ataíde, Santa Rita e Vila Garrido. O secretário municipal de Defesa Social e Trânsito, cel. Oberacy Emmerich Junior, destacou a importância do trabalho de fiscalização. “Essa é uma das estratégias que temos de lançar mão para bloquearmos o avanço da doença. A questão é de saúde pública”, ponderou.

Depois do fechamento de um dos estabelecimentos no bairro de Santos Dumont, a capitã Samiramis Lessa da Policia Militar, também destacou a ação conjunta. “A gente está passando e conscientizando as pessoas para manter os estabelecimentos fechados, além de orientá-los sobre outras formas de funcionamento permitidas, como a venda online, por telefone desde que façam as entregas”, explicou.

“O resultado tem sido muito positivo, pois as pessoas estão respeitando, mesmo aqueles que ainda estão muito desinformados sobre o assunto. Por isso, estamos aqui para orientar e tranquilizar a população. É a saúde do cidadão que está em jogo”, justificou a subsecretária da Guarda Municipal, Elisângela Fraga de Oliveira.




SERVIÇOS PARA


ACESSO RÁPIDO