Consulta pública da modernização da Lindenberg tem intensa participação


De: Secretaria de Defesa Social e trânsito
Texto: Vandique Magalhães| Foto: Felix Falcão
Criado: 10 de fevereiro de 2019

Promovida pela Prefeitura de Vila Velha, a consulta pública do projeto de modernização da Avenida Carlos Lindenberg teve uma expressiva participação de munícipes. Foram apresentadas sugestões para a implantação de retornos e a promoção de melhorias na iluminação, nas ciclovias e nos canteiros centrais da via.

Técnicos do setor de Engenharia de Trânsito, da Secretaria Municipal de Defesa Social e Trânsito, vão analisar a viabilidade técnica e econômica de cada proposta. O projeto básico da modernização da Lindenberg prevê a implantação de semáforos inteligentes; a uniformização da circulação com a sincronização dos semáforos, com dois tempos para veículos e um para pedestres; a criação de baias nos pontos de ônibus; e a garantia de uma faixa de rolagem para o transporte coletivo.

A proposta elaborada pela Engenharia de Trânsito contempla sete intervenções nos acessos e saídas dos bairros de Cobilândia, Alecrim, Industrial, Ibes, Aribiri, em dois pontos da Glória, além do realinhamento dos canteiros centrais da via.

O secretário municipal de Defesa Social e Trânsito, coronel Oberacy Emmerich Júnior, disse que a ideia é ouvir ao máximo a comunidade. “As sugestões vão subsidiar o projeto com uma solução completa de engenharia para melhorar o fluxo de trânsito na entrada e na saída da cidade”, explicou. “Se tecnicamente forem viáveis, vamos incorporá-las ao projeto”, acrescentou o engenheiro de trânsito, Wellington Pereira.

Sugestões

O morador de Cobilândia, Uilan dos Santos, sugeriu durante a consulta pública a instalação de uma passarela na altura do bairro de Jardim Marilândia. “Isso ajudará a fluidez do trânsito”, opinou. Já Patrick Vieira Pinto, de Ataíde, deixou registrado o pedido “para que seja criado um retorno e mais arborização na via”.

Para Paulo Roberto Miranda de Araújo, de Novo México, “a iluminação da via deveria ser toda em Led, com um paisagismo moderno e que o asfalto seja recapeado”, sugeriu. Juliano Frederico de Souza, morador de Ataíde, pediu a abertura no canteiro central Avenida na altura do número 3.500.

A melhoria das ciclovias e da sinalização, além da diminuição dos semáforos e implantação de rotatórias em vários pontos da via estão entre as várias sugestões da comunidade registradas na consulta pública que ficou no ar desde o dia 19 de dezembro do ano passado até 31 de janeiro de 2019.
 
 


SERVIÇOS PARA


ACESSO RÁPIDO