Novas estratégias para atendimento em abrigos municipais

De: Secretaria de Assistência Social
Texto: Rovena Cruz| Foto: Rovena Cruz
Criado: 12 de junho de 2018
Estudar formas para que o abrigado aceite cada vez mais os cuidados oferecidos pela rede de proteção, que vão além de dormitórios, local para higienização, alimentação e auxilio socioassistencial. Foi a temática da reunião feita pela equipe do Abrigo João Calvino, que fica em Divino Espírito Santo, na noite dessa sexta-feira (8).
 
A Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) está estudando com detalhes o perfil das pessoas em situação de rua que são abrigadas, pois elas não permanecem no abrigo no tempo suficiente para atender ao Plano Individual de Atendimento (PIA). A intenção é elaborar estratégias para aprimoramento da política de assistência social no abrigo, tornando-as as mais atrativas e adequadas ao perfil das pessoas em situação de rua que chegam ao local.
 
A secretária da Semas, Ana Cláudia Simões, disse que na reunião também foram discutidos assuntos referentes a falta de perspectiva e projeto de vida das pessoas abrigadas que deixam o abrigo antes do tempo.  “Estamos pensando coletivamente em estratégias que possam ser adotadas para essas pessoas serem inseridas no conceito social”, disse.
 
O PIA consiste no atendimento pessoal visando a reconstrução do projeto de vida do abrigado. “Em função disso, estamos analisando as motivações para além da situação de dependência química, para melhorarmos o fluxo da efetividade com bom atendimento a pessoa de situação de rua”, explicou Ana Cláudia.
 
Serviço
 
O Abrigo João Calvino atende a pessoas em situação de rua e migrantes maiores de 18 anos, de ambos os sexos. O atendimento é 24 horas. Contato: 3139-9018 | 3149-9498.

SERVIÇOS PARA