Atletas cegos fazem avaliação médica para competição em São Paulo

De: Secretaria de Saúde
Texto: Marcelo Martins| Foto: Divulgação
Criado: 07 de junho de 2018

Uma equipe de atletas da União de Cegos Dom Pedro II (Unicep) de Vila Velha foi submetida no início desta semana a uma avaliação médica (check-up) no Centro Municipal de Atenção Secundárias (Cemas) da Secretaria de Saúde do município.
 
O grupo, liderado pelo treinador Marcelo Azevedo, está em fase preparatória para representar Vila Velha em competições nas modalidades Goalball e Futebol de 5 nos meses de junho e julho, em São Paulo.
 
A Unicep é uma instituição sem fins econômicos, fundada em 1979, com o objetivo de atender deficientes visuais, entre crianças, adolescentes, adultos e idosos, que recebem atendimento de alfabetização em braile, atividade da vida diária, orientação e mobilidade, estimulação, reabilitação, reforço escolar, clínica de massoterapia e práticas esportivas (Futebol de 5 e Goalball).
 
Esporte paralímpico

O Goalball é uma modalidade esportiva criada exclusivamente para pessoas cegas ou com baixa visão. Teve início na Alemanha, em 1946, como forma de ressocialização de ex-combatentes que haviam perdido a visão, ou parte dela, durante a II Guerra Mundial.

O Goalball é um esporte de equipe, disputado por dois times com três jogadores e três atletas reservas. Podem competir na mesma equipe atletas das classes B1(cego), B2 e B3 (portadores de visão subnormal).Todo jogador deve, obrigatoriamente, utilizar venda oftalmológica durante as partidas, de modo que um atleta com visão parcial não obtenha qualquer vantagem. O goalball é disputado nas categorias masculina e feminina.

O jogo acontece em um espaço com as mesmas dimensões da quadra de vôlei (18 metros de comprimento por 9 de largura), na linha de fundo de cada lado localiza-se o gol, que mede 9 metros de largura (toda a largura da quadra) por 1m30 de altura. Ganha a equipe que fizer o maior número de gols.

Além de arbitrar a partida, no Goalball os árbitros têm a função de narrar o jogo para melhor compreensão das equipes e do público.

Guizos

A bola oficial tem tamanho semelhante à de basquetebol e ao invés de uma câmara de ar, possui guizos dentro dela e, na parte de fora, orifícios que potencializam o barulho, para que os jogadores a localizem através da audição. Por isso, o silêncio é muito importante para o bom andamento da partida.

As partidas são disputadas em dois tempos de 12 minutos, com três de intervalo. Quando uma equipe abre dez gols de vantagem, o confronto é encerrado imediatamente, não importando o tempo da partida.

Mesmo que ainda pouco conhecida no Brasil, a modalidade conta com a intensa participação de pessoas com deficiência visual. Justamente devido ao grande número de atletas, o Brasil teve uma enorme evolução neste esporte, ganhando, pela primeira vez, a medalha de prata nas Paralimpíadas de Londres em 2012.


SERVIÇOS PARA