Prefeitura intensifica operações de fiscalização e segurança no carnaval

De: Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer, Secretaria de Defesa Social e trânsito, Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Secretaria de OBRAS, Secretaria de Saúde, Secretaria de Serviços Urbanos
Texto: Vandique Magalhães| Foto: felix falcão
Criado: 12 de fevereiro de 2018

Uma operação de fiscalização realizada na noite deste domingo (11) resultou na interdição de um estabelecimento e prisão de dois indivíduos com drogas, em Ponta da Fruta. No mesmo dia, a equipe também atuou na fiscalização de quiosques, abordagens a veículos e a festas clandestinas.

O Bar Piratas, em Ponta da Fruta, foi interditado por causa da inadequação sanitária e pelo descumprimento da notificação feita, em novembro de 2017, pela fiscalização da Vigilância Sanitária. O estabelecimento também recebeu quatro notificações por irregularidades na cobertura da edificação e ausências de alvarás de funcionamento, ambiental e sanitário.

O proprietário Darci Carlos Baallani, 75 anos, não soube explicar o motivo pelo qual não conseguiu a regularização do estabelecimento. “Comércios irregulares normalmente são polos geradores de violência e tráfico de drogas”, avaliou o secretário de Prevenção, Combate à Violência e Trânsito Oberacy Emmerich Júnior.

Prisão e abordagens

Agentes da Guarda Municipal prenderam dois jovens com 41 buchas de maconha e um pino de cocaína nas imediações do estabelecimento onde a equipe realizava o trabalho de fiscalização. Todos foram conduzidos à Delegacia Regional de Cobilândia. Na ação também foram vistoriados 15 veículos e interrompidas duas festas clandestinas, os chamados “mandelas”, em Coqueiral de Itaparica e em Ponta da Fruta.

Durante a operação, a equipe da Comissão Interna de Fiscalização Integrada Municipal (Coifin), da Secretaria de Prevenção, Combate à Violência e Trânsito que reúne fiscais de Postura, Obras, Vigilância Sanitária e de Meio Ambiente, além de agentes da Guarda Municipal, percorreu vários quiosques da orla de Itaparica para garantir o cumprimento das condições aceitáveis no volume de som.

O subsecretário da Guarda Municipal, Márcio Roberto Ferreira, disse que o saldo foi positivo. “O resultado da operação foi um sucesso. Começamos fiscalizando blocos, depois quiosques, e em seguida “mandelas”, e tudo culminou com a interdição de um bar e prisão de indivíduos com drogas”, avaliou. E acrescentou: “Nós vamos intensificar as operações para a segurança e a proteção do munícipe”, garantiu.



SERVIÇOS PARA


ACESSO RÁPIDO