Espírito natalino: servidores fazem vaquinha para colega disputar São Silvestre

De: Secretaria de Gabinete
Texto: Peggy Maressa| Foto: Alessandro Gomes
Criado: 25 de dezembro de 2017

“Meu objetivo é participar da tradicional corrida de rua do Brasil, a São Silvestre, em São Paulo, mas decidi fazer minha inscrição de última hora e fiquei sem patrocínio. Não esperava essa forma tão linda em que fui abordado pelos colegas da Prefeitura garantindo minha viagem. Ganhei o melhor presente de Natal. Eles são minha família”, disse emocionado o porteiro Pedro Tavares de Souza. Ele ainda acrescentou que “infelizmente estarei na competição com o condicionamento físico em 65%. Não é como queria porque poderia treinar mais, porém é aí que surpreendo”, relatou.

Funcionários da Prefeitura Municipal de Vila Velha fizeram na última quinta-feira (21), na sede administrativa, manifestação em solidariedade ao colega porteiro. Eles doaram uma quantia de R$ 1.400 (mil e quatrocentos reais) para custear a viagem e hospedagem. Pedro embarca para São Paulo na próxima quinta-feira (28), para participar em uma das mais importantes corridas de rua da América Latina, que chega à 93ª edição em 2017.

“O Pedro me procurou há poucos dias da corrida para solicitar apoio estadual e municipal. De última hora é difícil para conseguir apoio. Foi aí que surgiu a ideia de arrecadar uma quantia junto aos servidores municipais, que atenderam prontamente. Cerca de 120 pessoas ajudaram a custear as despesas deste atleta, que é conhecido como Pedro, o guerreiro. Estamos muito felizes. É um ato simples, mas que significa muito para quem precisa de apoio”, esclareceu o assessor técnico da Secretaria de Administração (Semad), Ronan Braga Rodrigues.

O subsecretário municipal de Esporte Edmar de Azevedo Nunes informou que o espírito de solidariedade dos funcionários e os terceirizados proporcionaram muita emoção e alegria. “Essa ação proporcionou ao Pedro a oportunidade de realizar seu objetivo. E emocionou a todos no momento de entrega”, destacou.

Pedro Tavares

O Pedro Tavares vai competir a São Silvestre pela 10º vez, sendo um dos melhores resultados capixaba, ficando com o terceiro lugar do Estado. Em 2017, Pedro já competiu em seis provas estaduais e o melhor resultado foi a segunda colocação. Após perder a mãe há três anos, Pedro deixou o esporte de lado para se dedicar exclusivamente ao trabalho e cuidar da família. Este ano ele retornou aos treinos e às competições.

A Prova

A prova com percurso de 15km, será realizada tradicionalmente no último dia do ano, em São Paulo, e conta com a participação de atletas estrangeiros. O local da largada é na Avenida Paulista, na altura da Rua Frei Caneca, e a chegada, momento mais importante da disputa, será em frente ao Fundação Cásper Líbero. O trajeto é bastante técnico, repleto de descidas e subidas – a da Av. Brigadeiro Luís Antônio é a mais temida delas.   O horário foi definido de acordo com as categorias determinadas pela comissão.

Cerca de 30 mil atletas se inscreveram. O evento também conta com participações especiais como os quenianos Paul Lonyangata, campeão da Maratona de Paris deste ano, e Esther Kakuri, vencedora da Meia Maratona Internacional do Rio de Janeiro e da Dez Milhas Garoto, ambas em 2017. O campeão na edição de 2014 e vice no ano passado, o etíope Dawitt Admasu estará outra vez na pista da capital paulistana.

Premiação

Além de aguçar o espírito competitivo, a corrida de São Silvestre também terá suas premiações. Os cinco primeiros colocados da categoria masculino e feminino que completaram a prova no pelotão geral vão receber troféus. Os atletas com colocação entre 1º e 10º lugar, vão receber uma premiação de incentivo por objetivo atingido, conforme os critérios determinados no edital da corrida. Os resultados podem ser acessados a partir do dia 3 de janeiro de 2018, no site www.saosilvestre.com.br.

Percurso

O percurso deste ano teve ajustes para aumentar a área de dispersão. O primeiro deles é na largada, que será próximo à Rua Frei Caneca, à frente do local do ano passado. O outro foi no Centro, na região do Largo o Arouche. Saíram do percurso as ruas Sete de Abril e Dr. Bráulio Gomes. O percurso de 15 km foi implantado em 1991.


SERVIÇOS PARA